segunda-feira, 7 de novembro de 2016

Como o cristão deve lidar com as tentações dessa vida? pr. Walter Filho

Esboço do sermão pregado pelo pr. Walter Filho na noite do dia 06 de Novembro de 2016, Domingo, na 1ª Igreja Cristã Fiel de Tupaciguara-MG.

Antes de mais nada, reflitamos no trecho de Mateus 6.13, que é um fragmento da chamada "oração dominical", a oração modelo que O Senhor Jesus, ensinou aos seus como forma de dialogar com o Pai, ei-la:

E não nos conduzas à tentação; mas livra-nos do mal; porque teu é o reino, e o poder, e a glória, para sempre. Amém.  Mateus 6:13

Percebam que Jesus não diz: “Remova de mim as tentações”, ou “não deixe que eu seja tentado”.
Mas sim: “Não nos deixes cair, ou conduzas, induzas...a tentação”. Dando nos claramente a entender que as tentações são uma constante, um desafio natural que todo cristão terá em sua peregrinação sobre a face da terra, e que a possibilidade de "queda" em relação as tentações é possível, e que o servo tem o dever de rogar ao Pai para impedí-lo de cair.
O pecado é o maior problema da raça humana. Seus dois "melhores amigos", nesse atual sistema de coisas são: O pecador e a tentação. O pecado precisa de ambos para existir e ser consumado.

O QUE É A TENTAÇÃO

Existe uma definição patente nos dicionários acerca da tentação:
Atração para fazer o mal por esperança de obter prazer ou lucro.”

  •     impulso para a prática de alguma coisa censurável ou não recomendável.
  •     desejo veemente ou violento.

ORIGENS DA TENTAÇÃO


  •         HUMANA (INTERNA): I Co 10.13 “Tentação humana”. “Mas cada um é tentado, quando atraído e engodado pela sua própria concupiscência. Depois, havendo a concupiscência concebido, dá à luz o pecado; e o pecado, sendo consumado, gera a morte.” Tiago 1.14, 15
  •       DO TENTADOR (EXTERNA):  Jesus foi tentado externamente, por parte do tentador. (Mateus 4.1-11); Adão e Eva, não tinham pecados e foram tentados pelo tentador. (Gênesis 3)

DEUS TENTA ALGUÉM?

Não!  “Ninguém, sendo tentado, diga: De Deus sou tentado; porque Deus não pode ser tentado pelo mal, e a ninguém tenta” Tiago 1.13. Deus não é a fonte das tentações de forma nenhuma.

TENTAÇÃO É PECADO?

Não, tentação é uma coisa, pecado é outra.
Jesus foi tentado, porém não pecou:
“Porque não temos um sumo sacerdote que não possa compadecer-se das nossas fraquezas; porém, um que, como nós, em tudo foi tentado, mas sem pecado.” Hebreus 4:15                            Obs.: Uma vez que Jesus não pecou, Ele não pecou por ter natureza pecadora. Tiago 1.14,15

PECADOS DE PENSAMENTO = TENTAÇÃO?

Não! Tentação não é pecado.
Porém, pecados de “pensamento”, são quando atos são consumados dentro de si.
"Eu, porém, vos digo, que qualquer que atentar numa mulher para a cobiçar, já em seu coração cometeu adultério com ela." Mateus 5:28

Obs.: Jesus foi tentado em tudo, mas não pecou nem em pensamento.
Existe uma linha sobremodo finíssima tal qual uma teia de aranha, ou mais fina até, que separa o pecado de pensamento da tentação, porém, Jesus jamais rompeu essa linha, ele nunca poderá ser considerado pecador em nenhum ponto de sua vida.

CONCLUSÃO:

·          Entendeu porque orar “não nos deixe cair em tentação” no PAI NOSSO?
·          Entendeu porque precisamos de um “SALVADOR”?

COMO ENCARAR A TENTAÇÃO?

1-) MOTIVO DE ALEGRIA

“Bem-aventurado o homem que sofre a tentação; porque, quando for provado, receberá a coroa da vida, a qual o Senhor tem prometido aos que o amam.” Tiago 1.12
Obs.: Os perdidos são mergulhados em pecados, a tentação é sinal de escolhidos!

2-) DEUS NÃO TENTA, MAS A TENTAÇÃO É “PERMITIDA” MOMENTANEAMENTE POR ELE

I Coríntios 15.51-57: “Eis aqui vos digo um mistério: Na verdade, nem todos dormiremos, mas todos seremos transformados;”
Porque? Porque O Senhor triunfará com sua igreja no fim!

ATÉ LÁ O QUE FAZER?

VIGIAR E ORAR


“Vigiai e orai, para que não entreis em tentação; na verdade, o espírito está pronto, mas a carne é fraca.” Mateus 26:41

Nenhum comentário:

Postar um comentário